domingo, 13 de junho de 2010

A CRUZ E O CRUCIFICADO


João 3.16-21

A cruz mostra ao mundo caído o valor dado por Deus aos homens, e o grande amor com que nos amou. A morte de Cristo devia ser o argumento convincente, perpétuo, de que a vontade de Deus é tão imutável como o seu trono. O fato de seu próprio Filho não ter sido poupado, é um argumento que permanecerá por toda a eternidade diante dos santos e dos pecadores, perante o universo de Deus, testificando que ele não desculpará o transgressor de sua vontade. Toda ofensa contra a lei de Deus, por menor que seja, é levada em conta, e quando a espada da justiça for empunhada, fará pelos transgressores impenitentes a obra que foi feita ao divino Sofredor. Mediante a imputada justiça de Cristo, o pecador pode sentir que está perdoado, e saber que a lei não mais o condena, visto ele estar em harmonia com todos os seus preceitos. É seu privilégio considerar-se inocente quando lê acerca da retribuição que sobrevirá aos incrédulos e pecadores, e quando nisso pensa. Pela fé, apodera-se da justiça de Cristo, e corresponde com amor e gratidão ao grande amor de Deus em dar Seu Filho unigênito, que morreu, a fim de trazer à luz vida e salvação pelo evangelho.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações