domingo, 23 de setembro de 2012

DÍVIDA DO AMOR


- LEITURA BÍBLICA -


"A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros; pois quem ama o próximo tem cumprido a lei" (Rm. 13.8).


A inadimplência está em alta. Os devedores são muitos. Numa sociedade de consumo, para manter o status ou se sentir bem as pessoas se vêem no direito de viver com dívidas. A ordenança bíblica é que o crente deve pagar suas dívidas: tributo, honra e respeito. Somos a geração que foi libertada por Cristo de toda dívida: com alto preço ele nos comprou, e com alto preço ele pagou a nossa dívida. Não devemos ficar escravo das dívidas e de suas agressões. Se a graça de Deus nos basta, por que estamos devendo? A recomendação bíblica é que o crente deva apenas o amor para com os outros. Essa recomendação leva-nos a afirmar que toda dívida é um ato de desamor, visto que o amor leva-nos a pagar as dívidas e a ficar devedor apenas dele mesmo. O amor é dívida. Ninguém pode imaginar que já amou demais ou devotou amor suficiente a ponto de não mais necessitar amar. Amor com amor se paga? Não necessariamente. O amor não é um comércio. A dívida do amor é individual. O devedor não está trocando favores, mas quitando a dívida. No amor, estamos obedecendo a Deus. Bendita dívida é essa: amar ao próximo.


* * *
Ninguém pode imaginar que já amou demais ou devotou amor suficiente a ponto de não mais necessitar amar.

* * *

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações