terça-feira, 2 de outubro de 2012

NÃO JULGAR


- LEITURA BÍBLICA -

"Quem és tu que julgas o servo alheio? Para o seu próprio senhor está em pé ou cai; mas estará em pé, porque o Senhor é poderoso para o suster" (Rm. 14.4).


O grande problema é que queremos usurpar a obra do Espírito Santo. Isso mesmo. Consideramos que o nosso legalismo e as nossas intervenções vão produzir conversão. Quando entramos por esse caminho, é possível cair no julgamento ao outro. Pelo fruto conhecemos a árvore. Se pelo fruto não tivermos condições de saber que árvore é, devemos não cair no erro de julgar o outro. O julgamento tem dois agravantes. Primeiro, é que aquele que tem Deus como Senhor encontra-se fora do domínio de minha censura. Somente Deus pode arrancar o joio sem comprometer o trigo. Somente Deus pode impor julgamento sobre seus servos, pois da condenação ele libertou todos. Segundo, é que o julgamento que fazemos tem por base os nossos preconceitos e enganos do coração. Toda intervenção que parte da vontade de Deus lida o outro com amor e com espírito de tolerância. Assume-se a atitude do Espírito Santo que é advogar a vida do outro para que ele não seja condenado. Em tudo deve atentar para o fato de que Deus é capaz de sustentar o fraco. Deus manterá de pé a todos que o tem como Senhor e Salvador.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações