sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

O EFEITO DA ORAÇÃO

DEVOCIONAIS DE VITÓRIA

"Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu. E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos" (Tiago 5.17-18).

Devocionais de Vitória

A oração não é espaço para a ação do mérito humano. Pensa-se que o orador faz a oração. É possível que a proposta bíblica lide com o contrário. A oração faz o orador. Elias possuía condição humana semelhante a nossa. Não se fala do mérito de Elias. Fala-se de sua postura em relação a oração. Ele orou com instância. Ele fez o que qualquer pessoa pode fazer quando quer assumir por fé depender de Deus. A oração realizada em meio a vacilo e desistências não alcança de Deus favor. Além de orar com instância, Elias focou sua oração num propósito. A oração que se faz sem alvo específico encontra-se fadada a cair no esquecimento. Elias focou sua oração numa causa. Essa causa levou três anos e seis meses para se realizar. Ele permaneceu nessa causa tendo a oração como desencadeadora do propósito de seu início ao fim. Vê claramente pela exortação bíblica o chamado de Deus para que assumamos como Elias propósito de Deus através da oração. O mérito e o tempo não são fatores decisivos na oração. Instância e propósito potencializam a oração de forma a servir aos propósitos do Senhor.

Rev. Lucas Guimarães


* * *
 "A oração que se faz sem alvo específico encontra-se fadada a cair no esquecimento"

* * *

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações