sábado, 27 de dezembro de 2014

PATERNIDADE ESPIRITUAL

DEVOCIONAIS DE VITÓRIA
(21-27/12/14)

“a Timóteo, verdadeiro filho na fé, graça, misericórdia e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor” (1ª Timóteo 1.2).



A paternidade é um bem espiritual e uma grandeza humana. Quando esse sentimento existe, é desencadeado todo um processo de proteção, amor e envolvimento. Como muitos têm sofrido por vivenciar a crise de paternidade e da mentoria espiritual! Não se vê mais com frequência pai, professor ou mestre se erguendo diante do aprendiz e lançando sobre ele sua sombra benfeitora – forjada pelo compromisso paterno de conduzir ao triunfo do bem.  Ao mesmo tempo, na igreja se percebe uma orfandade que se plenifica. São raros os casos de mentoria eficaz. Muitos dizem: “Fulano é meu filho na fé!”. Isso significa apenas que a pessoa a trouxe à igreja ou a conduziu à fé em Cristo. São muitos os filhos deixados na maternidade da fé (a igreja) que logo se transforma em orfanatos para, enfim, ocorrer a evolução natural da crença: sem a mentoria ou amizade espiritual. É necessário que os “Paulos” de hoje se levantem para estabelecer (através do testemunho, ensino e fé) formação espiritual nos que nascem na fé. Seu filho precisa de um pai na fé. O novo convertido também. E quem sabe, até mesmo você necessite! Você tem um filho na fé? Você é fruto de um pai na fé? O modelo apostólico se impõe sobre nós. Temos que assumir a paternidade espiritual como parte de nosso serviço a Deus e ao Reino. Roguemos ao Senhor que desperte verdadeiros pais na fé para verdadeiros filhos na fé.

Rev. Lucas Guimarães

* * *
São muitos os filhos deixados na maternidade da fé (a igreja) que logo se transforma em orfanatos...

* * *

Devocionais de Vitória

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações