quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

O PERIGO DAS OUTRAS DOUTRINAS

DEVOCIONAIS DE VITÓRIA
(11-17/01/15)

“Quando eu estava de viagem, rumo da Macedônia, te roguei permanecesses ainda em Éfeso para admoestares a certas pessoas, a fim de que não ensinem outra doutrina” (1ª Timóteo 1.3).


A Reforma Protestante do Século XVI levantou a bandeira da necessidade da leitura e interpretação das Escrituras por todos os cristãos. Isso não significava que não existe nenhum padrão a ser seguido. Não é qualquer leitura da Bíblia para qualquer interpretação dela. As Escrituras é a mãe da verdade, mas também pretexto para terríveis heresias (erros doutrinários). Estamos num momento perigoso na história do Cristianismo. Todos se consideram como habilitados para opinar em temas bíblicos. Devemos atentar para a diferença entre opinião e interpretação. A opinião segue os ditames pessoais e os suportes intelectuais diversos para tentar esclarecer dúvidas sobre um assunto. A interpretação aplica uma metodologia em busca de discernir o que se pode conhecer de tal assunto. Ela não procura validar a opinião pessoal, mas a verdade. Quando o Cristianismo tem se tornado confuso em sua multidão de doutrinas (de seitas, denominações e opiniões pessoais), a recomendação de Paulo a Timóteo é um chamado a termos cuidado para não cair no perigo do ensino de outras doutrinas (não bíblica, nem apostólica e cristã). Não são todos que estão vivenciando a propagação de “outra doutrina”, mas apenas “certas pessoas”. Paulo diz para a igreja da Galácia que “mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema” (Gálatas 1.8). Somos pastores de nós mesmos? Somos nós quem determinamos o que é verdade ou mentira através de nossa opinião? Ai de quem é enganado por outro. Ai, ai, ai de quem é enganado por si mesmo! Atente para a doutrina dos apóstolos (o Evangelho). Atente para os ensinos bíblicos que tem seu fundamento na simplicidade do Evangelho. A missão de Timóteo é fazer com que certas pessoas não ensinem outras doutrinas. O que você tem ensinar? O que você tem aprendido? Deus o conduza na verdadeira doutrina.

Rev. Lucas Guimarães


* * *
Quando o Cristianismo tem se tornado confuso em sua multidão de doutrinas (de seitas, denominações e opiniões pessoais), a recomendação de Paulo a Timóteo é um chamado a termos cuidado para não cair no perigo do ensino de outras doutrinas (não bíblica, nem apostólica e cristã).

* * *

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações