segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

SEM AMOR ÀS DISCUSSÕES

DEVOCIONAIS DE VITÓRIA
(18-24/01/15)

“...nem se ocupem com fábulas e genealogias sem fim, que, antes, promovem discussões do que o serviço de Deus, na fé.” (1ª Timóteo 1.4).


É dramática a disposição de muitos que vivem a fé como arena de debates. Cresce o número de peritos em discussões, questionamentos e divagações. Vez por outra encontro com pessoas que já chegam perguntando o que acho sobre tal assunto, polêmica ou interpretação de um texto bíblico. Lembro que certa vez estava com disposição para debater um assunto com uma pessoa. Discorri com sinceridade o assunto e busquei conduzir o assunto para uma condição de discipulado, amor à Palavra e crescimento na graça. Finalmente, a pessoa concluiu: “Ah, foi um prazer conversar com você!” Fiquei imaginando: “Só isso?” Exatamente somente isso! O prazer dela se encontrava no debate e não na comunhão cristã. Pessoas assim andar em busca de polêmicas e são pastores de si mesmas. Já não aprendem apenas se incham de vã sabedoria: aquela que serve apenas à vanglória. Paulo sabe como esse mal é crônico. Ele instrui a Timóteo a anular na Igreja de Éfeso qualquer pretensão de alguém se ocupar em tal desserviço ao Reino de Deus. Você tem se ocupado com fábulas e genealogias? Você tem gastado seu tempo em tentar determinar quantos anjos cabe na cabeça de um alfinete? Cuidado com o amor às discussões e não ao serviço de Deus na fé. A verdadeira apologética (defesa da fé) não é amor à discussão, mas à clareza do Evangelho para a conversão das pessoas à verdade divina. Para muitos, ditos defensores da fé, é preciso defender a fé deles mesmos. O Areópago de Atenas deve ser desfeito. Caso contrário, teremos a mesma disposição dos atenienses a Paulo: “A respeito disso te ouviremos noutra ocasião” (Atos 17.32). Quer servir a Deus na fé? Comece através da limitação das discussões. Serve bem a Deus quem fala mais através da prática da Palavra no viver do que através de argumentos. Deus nos deu a simplicidade do Evangelho para que não haja complicação em servi-lo em espírito e em verdade. Deus o conduza à vitória!

* * *
"Deus nos deu a simplicidade do Evangelho para que não haja complicação em servi-lo em espírito e em verdade."

* * *

1 comentários:

Paulo Almeida disse...

"Simplicidade do Evangelho para ser pregado sem complicações...". Louvo a Deus pela vida do querido pastor. Abs fraternais. Paulo Almeida

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações