terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

A EXCELENTE OBRA

DEVOCIONAIS DE VITÓRIA
(07-13/02/16)

“Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja” (1a Timóteo 3.1).

Devocionais de Vitória

O número de líderes religiosos aumentou. Uma superpopulação parece pedir um número elevado de líderes. Com isso se agrava também o quadro. Tantas pessoas significam tantos pecados e tantas falhas. A visibilidade da liderança cristã não tem ocorrido devido à multiplicação dos líderes em atuação, mas devido à multiplicação de incoerências nessa área. Isso tem produzido suspeita quanto a verdadeira intenção de alguém assumir a liderança cristã. Por outro lado, coloca-se em questão sua validade. Paulo demonstra plena confiança no sentimento vivenciado por quem almeja a liderança. Com o termo “fiel é a palavra”, ele quer mostrar que não estar fazendo nenhum ato de bajulação ou tentando atrair pessoas para assumir liderança devido à carência imediata – não importa quem contanto que alguém se apresente. De qualquer jeito não serve e Deus não quer! Não devemos perder de vista essa verdade. O desejo à liderança cristã não deve ser uma usurpação e nem uma busca custe o que custar. Um dos principais sentimentos do verdadeiro anelo à liderança é aquele que se destina à renúncia. A pessoa faz o cargo, e não o cargo faz a pessoa. Já conheci pessoas viciadas em liderança. Serve apenas através do cargo. Sem ele, elas se tornam facciosas e fracas. A excelente obra que se deseja – a liderança cristã – deve ser acompanhada por excelente desejo para excelente servitude. O autoritarismo é negação da excelente obra. A liderança cristã não existe para manutenção da estima e nem para mimar o ego de ninguém. Quem aspira a liderança cristã, excelente obra deseja. Entre o desejo e a prática deve haver uma conexão. Também é verdade que quem vivencia a liderança cristã, excelente obra deve praticar. O excelente desejo pode se tornar maldita cobiça e inveja. Se não começar bem – com desejo puro – como poderá terminar bem? Quem se assenta à mesa da liderança como senhor, se esquece de que somos apenas servos convidados a tomar a ceia com o Senhor. Isso é privilégio e não vanglória. Quem dera que mais e mais pessoas desejem assumir a excelente obra da liderança cristã. Quem dera que não apenas deseje, mas assumam a liderança cristã com graça, humildade, santa beleza e oração. Deus nos dê uma semana de vitória!

* * *
"Quem se assenta à mesa da liderança como senhor, se esquece de que somos apenas servos convidados a tomar a ceia com o Senhor".

* * *

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações