domingo, 19 de junho de 2016

O PADRÃO DA LIDERANÇA CRISTÃ - III

DEVOCIONAIS DE VITÓRIA
(19-25/06/16)

“...não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento” (1a Timóteo 3.3).

Devocionais de Vitória

A grandeza da instrução de Paulo a Timóteo, em relação à liderança cristã, encontra-se na formação do caráter. O líder pratica o que é e não apenas tenta ser porque tem de praticar. Mais cinco virtudes se inserem na lista da liderança cristã. Nada inovador, mas plenamente próprias do viver em Cristo. Vejamos: 1. O líder deve ser não dado ao vinho – liderança e embriagues não combina. O líder que se alegra num “golinho” tem à porta do coração a miséria do vício. Quando a cocaína liquida (bebida alcoólica) torna-se um vício social amplamente aceito e até recomendado à socialização das pessoas, é necessário que o líder evite a malignidade dessa cultura de pecado e abstenha de ser participante das obras infrutuosas das trevas; 2. O líder não deve ser violento – a liderança deve ser uma dimensão da mansidão. O líder não pode ser um leão rugidor em casa e uma ovelha muda na igreja. A violência se torna a alternativa para quem vivencia a falsa autoridade. Longe do líder a violência doméstica (contra a esposa ou filhos) e a violência verbal. Que o Espírito Santo atua com o fruto do domínio próprio para apagar qualquer animosidade; 3. O líder deve ser cordato – na liderança não é possível ficar sobre o muro e nem do contra sempre. Carece de humildade quem não reconhece que o outro tem razão na questão e que é necessário um acordo. Ai do líder que concorda apenas com seus interesses; 4. O líder deve ser inimigo de contendas – ai do líder que tem a contenda como aliada na construção de sua autoridade sobre os liderados. Ter inimizade com as contendas é não reproduzi-la e nem valorizar sua prática. A liderança cristã é pacificadora por natureza. As contendas revelam que o líder usa o artifício da divisão para continuar no poder: na bagunça, lidera quem grita mais alto! Se o líder deve se opor a alguma coisa, terá de ser contra a contenda; e 5. O líder não deve ser avarento – o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Quando se ama o dinheiro, privamos o coração de amar ao próximo e as coisas como convém. A avareza é egoísta em sua natureza. Não divide espaço, atenção e coração. Que o Senhor Deus nos conduza à liderança que seja um reflexo da ação amorosa de Cristo. Seja Deus sua vitória nessa semana.
* * *
Quando se ama o dinheiro, privamos o coração de amar ao próximo e as coisas como convém.

* * *

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações