domingo, 7 de agosto de 2016

O PADRÃO DO SERVIÇO CRISTÃO – III

DEVOCIONAIS DE VITÓRIA
(07-13/08/16)

“Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se se mostrarem irrepreensíveis, exerçam o diaconato” (1a Timóteo 3.10).

Devocionais de Vitória

Todos os que seguem a Jesus como Senhor e Salvador devem estar prontos ao serviço cristão. Em todo tempo servir ao Senhor e uns aos outros. Para que seja ocupado cargo na igreja é necessário que se verifique o comportamento do servo. A quem muito é dado, muito também é pedido! O diaconato é uma função que se exerce na igreja é que tem suas prerrogativas. Ele possui muito mais deveres a serem cumpridos! Todos devem servir, mas nem todos estão aptos ao diaconato. Convém salientar que é a própria igreja quem elege os diáconos. Ela observa a naturalidade do serviço prestados pelos seus. Ao diaconato, não serve aquele que busca servir almejando o cargo. Certo dia um irmão me perguntou: “Reverendo, o que posso fazer para ser diácono?” Eu respondi prontamente: “Você não precisa fazer nada!” Ele questionou: “Como não? Eu pensei que os diáconos eram escolhidos entre os homens que se destacavam nos serviços da igreja. Quero dizer que pretendo ser diácono. Se precisar que eu faça algo é só me procurar”. Eu, então, o orientei: “Irmão, quem procura o diaconato não encontra, e quem não o busca o encontra. A igreja não escolhe os diáconos apenas devido ao número de serviço prestado por alguém. A escolha é segundo os critérios estabelecidos pelas Escrituras e pela disposição em servir, cuja pretensão é apenas amar ao próximo o servindo”. Espero que ele tenha compreendido! Assim sendo, Paulo aponta mais duas qualidades que os servos devem ter: 1. Ser experimentados primeiro – isso significa colocar a pessoa que se quer indicar ao diaconato para cumprir algumas funções na área. Também é possível afirmar que sejam experimentados na fé e no testemunho cristão. Dizem que se você quer conhecer alguém lhe dê poder; 2. Ser irrepreensível – aquele que se destina ao diaconato deve realizar o trabalho e não ser um “trabalho”. Se existe dúvida na integridade dele, não é possível que o indique ao exercício do diaconato. Em busca de seguir o Supremo Diácono – o Senhor Jesus, não devemos ser negligentes no servi-lo e ao próximo, bem como na escolha daqueles que serão para nós a semelhança de Jesus: servo dos servos. Deus seja sua vitória!

* * *
"Em busca de seguir o Supremo Diácono – o Senhor Jesus, não devemos ser negligentes no servi-lo e ao próximo".

* * *

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Deus seja sua vitória!

Creia em Jesus Cristo

Visualizações